Categories
Biografia Livros

Lançamento paulista da biografia de Angela Maria teve talk-show com a cantora e a presença de vários artistas, jornalistas e fãs

A tarde do dia 17 de outubro na Livraria Cultura do Shopping Conjunto Nacional em Sampa foi só alegria. Inicialmente, realizei um talk-show recordando alguns grandes momentos da carreira de Angela Maria com a Sapoti, em pessoa, no palco.

Angela Maria e Rodrigo Faour no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa

Angela Maria e Rodrigo Faour no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa

Depois parti para os autógrafos do livro “Angela Maria – A Eterna Cantora do Brasil” (Ed. Record). Quero agradecer a presença dos amigos e fãs – dela e meus – que nos prestigiaram, além de grandes artistas, como Wanderléa, Maria Alcina, Edy Star, Roberto Luna, Fillipe Catto, Aquiles (MPB-4), Cida Moreira, Roberto Seresteiro, além do cineasta Lufe Steffen, dos jornalistas Pedro Alexandre Sanches, Renato Vieira e Guilherme Bryan, o promoter Darby Daniel, os produtores Thiago Marques Luiz e Rodrigo de Araújo, e tantos outros.

Faour autografa a biografia de Angela para a cantora Wanderléa
Faour autografa a biografia de Angela para a cantora Wanderléa
Edy Star, Thiago Marques Luiz, Robeto Seresteiro, Maria Alcina e Cida Moreira no lançamento da biografia de Angela Maria, em SP
Os amigos Rafael, Darby Daniel e Celso, o performer Edy Star, o produtor Thiago Marques Luiz e os cantores Roberto Seresteiro, Maria Alcina e Cida Moreira no lançamento da biografia de Angela Maria, em SP
Os amigos Rafael, Celso, os cantores Edy Star, Raimundo José, Maria Alcina, Roberto Seresteiro, o produtor Rodrigo de Araújo, o promoter Darby Daniel e o amigo Daniel Amabile
Os amigos Rafael, Celso, os cantores Edy Star, Raimundo José, Maria Alcina, Roberto Seresteiro, o produtor Rodrigo de Araújo, o promoter Darby Daniel e o amigo Daniel Amabile
Rodrigo Faour posa ao lado do produtor Ricky Scaff e do cantor Fillipe Catto
Rodrigo Faour posa ao lado do produtor Ricky Scaff e do cantor Fillipe Catto
Rodrigo Faour posa ao lado da cantora Maria Alcina no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa
Rodrigo Faour posa ao lado da cantora Maria Alcina no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa
Rodrigo Faour abraça o cantor Roberto Luna, contemporâneo de Angela Maria, no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa
Rodrigo Faour abraça o cantor Roberto Luna, contemporâneo de Angela Maria, no lançamento da biografia da Sapoti em Sampa

Categories
Televisão

Wanderléa e Vanusa são as novas atrações da 3ª temporada do História sexual da MPB

Depois de belos episódios com Wando, Paula Toller, Eduardo Dussek, Ivan Lins, Martinho da Vila, Joyce e As Cantoras do Rádio, apresento nas próximas semanas programas dedicados à Wanderléa e Vanusa, com conteúdo bem diferente do que se costuma ver por aí. No primeiro, as pessoas vão poder conhecer aspectos pouco explorados da carreira da Ternurinha, muito além da jovem guarda, como seus experimentalismos e seus pioneirismos em meio ao desbunde dos anos 70, e no de Vanusa, todo seu vanguardismo na música brasileira, seja como cantora, performer ou autora de grandes canções feministas. O programa História Sexual da MPB vai ao ar todo domingo, às 21h – com reprises quartas, 14h30, quintas, 7h da manhã e sábados, 11h da manhã.

Rodrigo Faour e Wanderléa no programa História Sexual da MPB
Rodrigo Faour e Wanderléa no programa História sexual da MPB
Vanusa e Rodrigo Faour no programa História sexual da MPB
Categories
Coletâneas Discos

Assis Valente ganha coletânea dupla caprichada em seu centenário

O compositor Assis Valente (1911-1958) teve uma vida trágica, mas perpetuou a alegria em sua obra. Alguns de seus melhores sambas e marchas estão no CD duplo Assis Valente não fez bobagem – 100 anos de alegria (EMI), entre releituras (CD 1) e gravações originais (CD 2).  No primeiro, Novos Baianos, Maria Bethânia, Maria Alcina, Martinho da Vila, Wanderlea, Marília Pêra, Isaurinha Garcia, Aracy de Almeida e outros mestres dão aula de ritmo e irreverência. Destaque para raridades como Um jarro d’água, na voz de Marlene, Recenseamento, na de Ademilde Fonseca e o clássico Boas festas, com Doris Monteiro. Já no segundo, seus intérpretes mais constantes, Carmen Miranda e o Bando da Lua, se alternam com Dircinha Batista, 4 Ases e 1 Coringa, Orlando Silva, Carlos Galhardo e Moreira da Silva, na maioria em registros dos anos 30, auge da carreira do compositor. Vale ainda mencionar a qualidade técnica dessas gravações, apesar de tão antigas, e o fato de a maioria ser inédita no formato digital. O álbum acompanha uma mini-biografia escrita por mim, todas as letras e os anos originais de lançamento. Uma delícia!

Assis valente não fez bobagem - produzido por Rodrigo Faour

Contracapa do CD Assis Valente não fez bobagem, com produção de Rodrigo Faour e design gráfico de Leandro Arraes (L&A Studio)

   Repercussão:

Crítica de Marcus Preto - Folha de S. Paulo - 7.12.11

Crítica de Tárik de Souza – Revista Carta Capital

Crítica de Tárik de Souza - Carta Capital - Dezembro/2011

Matéria da Revista Época – On Line (Danilo Casaletti)

http://revistaepoca.globo.com/cultura/noticia/2011/12/cd-e-programa-de-tv-comemoram-os-100-anos-de-assis-valente.html

 

Matéria do Diário do Grande ABC (Thiago Mariano)

http://www.dgabc.com.br/News/5931140/cronista-eterno.aspx 

 

Site Ziriguidum (Beto Feitosa)

http://www2.uol.com.br/ziriguidum/1112/111202-01.htm

 

Revista Sucesso!

http://www.portalsucesso.com.br/noticias/rica-obra-de-assis-valente-e-resgatada-em-coletanea-dupla

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categories
Coletâneas

Erasmo Carlos – Erasmo 65 – Na Estrada

Erasmo 65 – Na estrada (Universal Music, 2006)

Um de nossos pioneiros e mais competentes roqueiros, Erasmo Carlos completou 65 anos em 2006. Este CD duplo é um presente pelos bons serviços prestados não só ao rock nacional como à MPB em geral. No CD 1, Erasmo canta a MPB, verifica-se sua verve de intérprete de grandes compositores brasileiros, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Marcos Valle, Jorge Benjor, Taiguara, e outros, muitos dos quais compuseram músicas especialmente para sua voz. No CD 2, A MPB canta Erasmo, aparece o grande compositor, que ao lado do parceiro Roberto Carlos compuseram clássicos de nosso cancioneiro e foram regravados por quase todos os nossos maiores intérpretes, da MPB tradicional (Maria Bethânia, Elis Regina, Nara Leão), do rock & pop (Marina, João Penca, Mutantes), do samba (Elza Soares, Trio Mocotó) e de linhagem mais popular (Cauby Peixoto, Rosemary, Wanderléa). Rodrigo Faour

CD 1 – Erasmo canta a MPB
1. Teletema (Antonio Adolfo/ Tibério Gaspar) (1970)
2. De noite, na cama (Caetano Veloso) (1971)
3. Agora ninguém chora mais (Jorge Ben) (1971)
4. Dois animais na selva suja da rua (Taiguara) (1971)
5. 26 anos de vida normal (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle) (1971)
6. Negro gato (Getúlio Côrtes) (1974)
7. Queremos saber (Gilberto Gil) (1976)
8. Coração de jovem (Paulinho Soledade) (1986)
9. Não te quero santa (Sergio Fayne, Vitor Martins e Saulo Nunes) (1971)
10. Neném (Maurício Maestro) – com Boca Livre (1997)
11. Manchas e intrigas (Kiko Zambianchi) (1985)
12. Rádio Patroa (Luiz Sérgio Carlini) (1986)
13. Papai sabe tudo (Leandro e Leo Jaime) (1984)
Bonus Track:
14. Beira d’água (Marku Ribas e Erasmo Carlos) – com Marku Ribas (1979)

CD 2 – A MPB canta Erasmo
Existenciais
1. Jesus Cristo – Maria Bethânia (1971)
2. Mundo deserto – Elis Regina (1970)
3. Meu mar – Cláudia (1972)
Românticas
4. Além do horizonte – Nara Leão (1978)
5. Brigas de amor – Cauby Peixoto (1980)
6. Fera ferida – Caetano Veloso (1987)
7. As curvas da estrada de Santos – Simone (1978)
8. Jóia – Rosemary (1982)
9. Mesmo que seja eu – Marina (1984)
Sambas
10. Toque balanço, moço – Elza Soares (1966)
11. Mané João – Wanderléa (1974)
12. Coqueiro verde – Trio Mocotó (1971)
Rock & pop
13. Banana split – João Penca e seus Miquinhos Amestrados (1988)
14. Preciso urgentemente encontrar um amigo – Mutantes (1970)
15. Claustrofobia – Edy Star (1974)
16. Uma noite na discoteca da moda – Ronaldo Corrêa (1979)
17. Macho – Frenéticas (1978)
18. Meu nome é Gal – Gal Costa (1969)

Inclui texto crítico sobre a carreira de Erasmo e curiosidades sobre cada faixa

Seleção de repertório e textos: Rodrigo Faour
Supervisão do projeto: Ricardo Moreira

Opinião da imprensa

O Globo – Bernardo Araújo

Folha de S. Paulo – Márvio dos Santos

Revista Rolling Stone – Marcus Preto