Categories
Coletâneas Discos

Assis Valente ganha coletânea dupla caprichada em seu centenário

O compositor Assis Valente (1911-1958) teve uma vida trágica, mas perpetuou a alegria em sua obra. Alguns de seus melhores sambas e marchas estão no CD duplo Assis Valente não fez bobagem – 100 anos de alegria (EMI), entre releituras (CD 1) e gravações originais (CD 2).  No primeiro, Novos Baianos, Maria Bethânia, Maria Alcina, Martinho da Vila, Wanderlea, Marília Pêra, Isaurinha Garcia, Aracy de Almeida e outros mestres dão aula de ritmo e irreverência. Destaque para raridades como Um jarro d’água, na voz de Marlene, Recenseamento, na de Ademilde Fonseca e o clássico Boas festas, com Doris Monteiro. Já no segundo, seus intérpretes mais constantes, Carmen Miranda e o Bando da Lua, se alternam com Dircinha Batista, 4 Ases e 1 Coringa, Orlando Silva, Carlos Galhardo e Moreira da Silva, na maioria em registros dos anos 30, auge da carreira do compositor. Vale ainda mencionar a qualidade técnica dessas gravações, apesar de tão antigas, e o fato de a maioria ser inédita no formato digital. O álbum acompanha uma mini-biografia escrita por mim, todas as letras e os anos originais de lançamento. Uma delícia!

Assis valente não fez bobagem - produzido por Rodrigo Faour

Contracapa do CD Assis Valente não fez bobagem, com produção de Rodrigo Faour e design gráfico de Leandro Arraes (L&A Studio)

   Repercussão:

Crítica de Marcus Preto - Folha de S. Paulo - 7.12.11

Crítica de Tárik de Souza – Revista Carta Capital

Crítica de Tárik de Souza - Carta Capital - Dezembro/2011

Matéria da Revista Época – On Line (Danilo Casaletti)

http://revistaepoca.globo.com/cultura/noticia/2011/12/cd-e-programa-de-tv-comemoram-os-100-anos-de-assis-valente.html

 

Matéria do Diário do Grande ABC (Thiago Mariano)

http://www.dgabc.com.br/News/5931140/cronista-eterno.aspx 

 

Site Ziriguidum (Beto Feitosa)

http://www2.uol.com.br/ziriguidum/1112/111202-01.htm

 

Revista Sucesso!

http://www.portalsucesso.com.br/noticias/rica-obra-de-assis-valente-e-resgatada-em-coletanea-dupla

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categories
Com textos assinados

Moreira da Silva (Coletânea)

Moreira da Silva (Coletânea – gravações anos 1940) (Coleção RCA 100 Anos) (BMG, 2003)

Moreira da Silva (1902-2000) foi até agora o caso mais longevo da música brasileira. Gravou de 1931 a 98 (!). Irreverente, encarnava bem o personagem do malandro carioca, sempre impecavelmente bem vestido, de terno branco e chapéu panamá, e com vasto repertório de tiradas engraçadas. Seu maior mérito foi popularizar o samba-de-breque, em gravações antológicas, com letras e breques hilariantes. Na RCA, teve duas passagens: entre 33 e 34 e por volta de 40 e 41, registrando pepitas como “Amigo Urso” e “Esta Noite Eu Tive um Sonho”. Rodrigo Faour

1. Amigo urso
2. A deusa da Vila
3. Bilhete branco
4. Mendigo de amor
5. Com açúcar
6. Olha à direita…
7. Esta noite eu tive um sonho
8. Doutor em futebol
9. Olha a cara dela
10. O homem que se casa é feliz
11. Assim termina um grande amor
12. Abra a boca e feche os olhos…

Inclui texto de contracapa assinado por Rodrigo Faour