Categories
Coletâneas Discos

CD “Sexo MPB com Rodrigo Faour” compila o melhor da sensualidade e erotismo da nossa música

CD Sexo MPB com Rodrigo Faour (EMI Music)

Desde que lancei o livro “História sexual da MPB”, em outubro de 2006, até hoje, este estudo sobre comportamento & música popular só me deu alegrias. Fui convidado para criar o programa “Sexo MPB”, na MPB FM carioca, em 2008, e no ano seguinte veio o convite do Canal Brasil para levar o mesmo tema à TV. O programa levou o mesmo nome do livro, tendo estreado a primeira temporada em fevereiro deste ano de 2010 e cuja nova temporada vai ao ar em setembro próximo.

 O CD duplo que a EMI Music acaba de lançar tem como mote o programa de rádio, mas, em verdade, tem a ver com as três vertentes. Tudo está entrelaçado. No CD 1 enfoquei “Canções sensuais” e no CD 2 “Músicas safadinhas”. O primeiro é ideal para curtir um clima a dois e o segundo ótimo para animar festas irreverentes.

Deu um trabalhão para conseguir tantas autorizações e inclusive conseguir incluir várias faixas inéditas ou raras em CD, como Amendoim torradinho (Sylvia Telles), Da cor do pecado (Angela Maria), De fogo, luz e paixão (Marcelo e Gal Costa) no CD 1, ou Dança do bole bole (João Roberto Kelly), Pererca da vizinha (Dercy Gonçalves), É mais embaixo (Maria Alcina), no CD 2.  Mas valeu a pena. É um disco com clássicos dos dois gêneros, entrelaçados com pepitas raras. Eis a seleção:

SEXO MPB com Rodrigo Faour

 

CD 1 – “Canções Sensuais”

01. Dois pra lá, dois pra cá (João Bosco/ Aldir Blanc) – Elis Regina (1974)

02. Da cor do pecado (Bororó) – Angela Maria (1955)

03. Do, re, mi / Graças a Deus (Fernando César) – Doris Monteiro (1978)

04. Amendoim torradinho (Henrique Beltrão) – Sylvia Telles (1955)

05. Você (Roberto Menescal/ Ronaldo Bôscoli) – Dick Farney & Claudette Soares (1974)

06. Medo de amar Nº 2 (Sueli Costa/ Tite de Lemos) – Simone (1978)

07. Tanto que aprendi de amor (Fátima Guedes) – Fátima Guedes (1980)

08. O meu amor (Chico Buarque) – Maria Bethânia e Alcione (1978)

09. Emoções (Wando) – Wando (1978)

10. De fogo, luz e paixão (Marcelo/ Ney Costa Santos) – Marcelo e Gal Costa (1978)

11. Avassaladora (Gonzaguinha)Gonzaguinha (1990)

12. Outono (Djavan) – Ângela Ro Ro e Antonio Adolfo (1997)

13. Não estou bem certa (Sign your name) (Terence Trent D’Arby/ versão: Pedro Pimentel/ Marina Lima) – Marina Lima (1991)

14. Por que a gente é assim? (Frejat/ Cazuza/ Ezequiel Neves) – Ney Matogrosso (2008)

 

CD 2 – Músicas safadinhas

01. Dança do bole-bole (João Roberto Kelly) – João Roberto Kelly (1977)

02. Não bota no meu (Beto Scala/ São Beto/ Humberto Silva) – Jair Rodrigues (1985)

03. Sanduíche de artista (Cláudio Fontana) – Os Originais do Samba (1985)

04. Radinho de pilha (Namd/ Graça Góis) – Genival Lacerda (1979)

05. Eu sou cômico (João Caetano/ Zenilton) – Zenilton (1986)

06. Só gosto de tudo grande (Adolpho de Carvalho / Adélio da Silva) – Marinês (1980)

07. É mais embaixo (D. P. – Pastoril do Facêta) – Maria Alcina (1979)

08. O tico-tico (João Caetano/ Manhoso) – Sandro Becker (1988)

09. Fofinha e charmosa (Jean de Carvalho/ Pepe Ávila) – Marion (1988)

10. A roda (Sarajane/ Robson de Jesus/ Alfredo Moura) – Sarajane (1987)

11. Melô do piripipi (Je suis la femme) (Mister Sam) – Gretchen (1981)

12. O modo de usar (Só capim canela) (Manoel do Gramacho/ Paulinho do Tietê/ Toninho Cinquenta) – Manhoso (1983)

13. A Perereca da vizinha (Jonatan/ Dercy Gonçalves) – Dercy Gonçalves (1964)

14. Eu também quero mocotó (Jorge Ben) – Chacrinha (1970)

BONUS TRACKS – Trecho do programa de rádio “Sexo MPB”. (Músicas pioneiras de duplo sentido, apresentadas por mim)

15. Locução de Faour

16. Rua Pau Ferro (Domínio público) – Bahiano (1910)

17. Locução de Faour II

18. A boceta de rapé (Domínio público) – Mário Pinheiro (1906)

19. Encerramento

 

Repercussão do CD “Sexo MPB” na imprensa:

Jornais

Sinais de vida no planeta Pilots.  –  O Estado de S. Paulo – São Paulo /SP – 26/6/2010 – Pag. D6 – Digitação: 28/6/2010

Sexo.  –  Diário de S.Paulo – São Paulo /SP – 18/6/2010 – Pág. 15

Os antepassados dos proibidões.  –  Jornal do Brasil – Rio de Janeiro /RJ – 22/6/2010 – Pág. B3

Hits calientes.  –  Agora – São Paulo /SP – 29/6/2010 – Pág. D-11

Sexo MPB.  –  A Crítica – Manaus /AM – 30/6/2010 – Pág. BV4

A sensualidade da música popular brasileira em CD.  –  O Tempo – Belo Horizonte /MG – 5/7/2010 – Pág. 05

 Sites

Sexo MPB no Yahoo – http://br.noticias.yahoo.com/s/05072010/11/entretenimento-musica-cantada-literalmente.html

Sexo MPB no Ziriguidum – http://www2.uol.com.br/ziriguidum/1006/100621-01.htm

Sexo MPB no Blog Notas Musicais – http://blogdomauroferreira.blogspot.com/2010/07/coletanea-mostra-abordagem-do-sexo-na.html

Sexo MPB na Saraiva Conteúdo – http://www.saraivaconteudo.com.br/Blog.aspx?id=1316

Sexo MPB no Povo Online – http://opovo.uol.com.br/app/o-povo/vida-e-arte/2010/06/30/internaimpressavidaearte,2015310/sintonia.shtml

Categories
Coletâneas

Chico Buarque Essencial (Caixa de 4 CDs e 1 DVD)

Chico Buarque Essencial (Caixa de 4 CDs e 1 DVD) (SonyBMG, 2008)

Esta caixa resume o essencial da obra de Chico Buarque em quatro temas: Samba e amor; Todo o sentimento; Cotidiano e Entre amigos, paratodos. São 56 faixas reunindo canções de todas as fases do cantor e compositor. De Pedro Pedreiro, composta em 1965, até Renata Maria, de 2005, incluindo ainda duas regravações inéditas: Tanto amar e Samba do grande amor. Além dos quatro CDs, trazemos o DVD No país da Delicadeza Perdida, especial que Chico estrelou para a televisão francesa em 1990, dirigido por Walter Salles e Nelson Motta, com direito a participações de Gal Costa e Gilberto Gil. Rodrigo Faour

Contracapa da caixa “Chico Buarque Essencial”
Categories
Coletâneas

O Melhor do Forró – Série "Maxximum"

O Melhor do Forró – Série “Maxximum” (SonyBMG, 2005)

O Brasil é muito grande e quem é do sul pode não saber, mas em grande parte do Nordeste o forró é um gênero fortíssimo o ano inteiro. Neste CD, trazemos o melhor do forró-pé-de-serra, com seus maiores expoentes. Dos pioneiros Luiz Gonzaga, Carmélia Alves e Jackson do Pandeiro a Alceu Valença, Elba Ramalho, Fagner, Amelinha e Dominguinhos, além de outros que aderem ao gênero ocasionalmente, como Gal Costa, Alcione e até mesmo a romântica Carmen Silva, que se saiu muito bem na divertida O amor é um bichinho (“que rói, rói, rói”). Rodrigo Faour

1 Baião (Luiz Gonzaga/ Humberto Teixeira) – Alceu Valença (1994)
2 Só quero um xodó (Dominguinhos/ Anastácia) – Elba Ramalho e Dominguinhos (2005)
3 Pedras que cantam (Dominguinhos/ Fausto Nilo) – Fagner (1991)
4 O canto da ema (Alventino Cavalcante/ Ayres Vianna/ João do Vale) – João do Vale e Jackson do Pandeiro (1981)
5 Gemedeira (Roberto de Recife/ Capinan) – Amelinha (1980)
6 Pagode russo (Luiz Gonzaga/ João Silva) – Luiz Gonzaga (1984)
7 Tum, tum, tum (Cristóvão de Alencar/ Ary Monteiro) – Jackson do Pandeiro (1958)
8 Caldinho de mocotó (Nena/ Lacerda/ Drumont) – Genival Lacerda (1985)
9 Vem morena (Luiz Gonzaga/ Zé Dantas) – Fagner e Luiz Gonzaga (1987)
10 Cantiga do sapo (Buço do Pandeiro/ Jackson do Pandeiro) – Alceu Valença (1998)
11 Cabeça feita (Jackson do Pandeiro/ Sebastião Batista da Silva)/ Tililingo (Almira Castilho)/ Tem pouca diferença (Durval Vieira) – Gal Costa e Luiz Gonzaga (1984)
12 Forrofiar (Luiz Gonzaga/ João Silva) – Alcione e Luiz Gonzaga (1984)
13 Baião do bambolê (Antonio B. Silva/ Almira Castilha) – Jackson do Pandeiro (1959)
14 O amor é um bichinho (Edelson Moura/ Geraldo Nunes) – Carmen Silva (1984)
15 Dançador ruim (João Silva/ Zé Mocó) – Dominguinhos e Luiz Gonzaga (1986)
16 Lorota boa (ao vivo) (Luiz Gonzaga/ Humberto Teixeira) – Luiz Gonzaga & Carmélia Alves (1977)

Pesquisa de repertório: Rodrigo Faour
Coordenação da série: Flávio Pinheiro e Marcus Fabrício

Categories
Coletâneas

O Melhor da MPB – Série "Maxximum"

O Melhor da MPB – Série “Maxximum” (SonyBMG, 2006)

A sigla MPB é muito vasta. Hoje em dia ela congrega canção, valsa, choro, samba, forró, pop/rock, regionalismos em geral, enfim, tudo isso é música popular feita no Brasil. Esta coletânea tentar dar uma geral neste tamanho ecletismo, trazendo ícones de várias de suas vertentes, incluindo algumas raridades, tais como a gravação original de Sabiá, com Cynara e Cybele, o registro de Andança, feito por seu co-autor Danilo Caymmi (com Vânia), ambos de 1968. Há ainda a latinidade-pop da cantora/atriz Tânia Alves na salsa Tanta saudade, de Djavan e Chico Buarque. Rodrigo Faour

1 Anos dourados (Tom Jobim/ Chico Buarque) – Maria Bethânia (1986)
2 Tanta saudade (Djavan/ Chico Buarque) – Tânia Alves (1985) (*)
3 Amor covarde (Alceu Valença) – Alceu Valença (1986)
4 Tema de amor de Gabriela (Tom Jobim) – Gal Costa e Tom Jobim (1983)
5 Manias (Flávio Cavalcanti/ Celso Cavalcanti) – Alcione (1995)
6 Futuros amantes (Chico Buarque) – Chico Buarque (1993)
7 Promessa de Gantois (Mateus/ Dadinho) – Os Tincoãs (1976) (*)
8 Treze de dezembro (Luiz Gonzaga/ Zé Dantas/ Gilberto Gil) – Elba Ramalho (1996)
9 Bebadosamba (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola (1996)
10 O ronco da cuíca (João Bosco/ Aldir Blanc) – João Bosco (1976)
11 Andança (Edmundo Souto/ Danilo Caymmi/ Paulinho Tapajós) – Danilo Caymmi e Vânia (1968) (*)
12 Sabiá (Tom Jobim/ Chico Buarque) – Cynara e Cybele (1968) (*)
13 Paralelas (Belchior) – Vanusa (1975)
14 Maré mansa (Martinho da Vila/ Paulinho da Viola) – Eliana Pittman (1974) (*)
15 Otália da Bahia (Antonio Carlos/ Jocafi) – Maria Creuza (1977)
16 Águas de março (Tom Jobim) – Zé Ramalho e Tetê Espíndola (2003)

(*) raridades

Pesquisa de repertório: Rodrigo Faour
Coordenação da série: Flávio Pinheiro e Marcus Fabrício

Categories
Coletâneas

Maria Bethânia – Série "Maxximum"

Maria Bethânia – Série Maxximum (SonyBMG, 2005)

Poucas cantoras no mundo podem ter o orgulho de ter um currículo como o de Maria Bethânia, que em 40 anos de carreira gravou sempre os discos que quis, com total autonomia na escolha de repertório, ostentando um bom gosto extremo nas intenções de todos os seus álbuns e shows – sempre muito teatrais e com ênfase na palavra. Neste CD uma mostra de várias fases de sua carreira. Entre as raridades, três sambas de Noel Rosa gravados em 65 e rearranjados em 80, uma faixa de seu segundo compacto simples (Viramundo, de Arena conta Bahia), também de 65, além de um duo arrepiante com Joan Manuel Serrat, de 86. Rodrigo Faour

1 Gostoso demais (Dominguinhos/ Nando Cordel) (1986)
2 Tá combinado (Caetano Veloso) (1988)
3 Agradecer e abraçar (Vevé Calazans/ Gerônimo) (1999)
4 Quero ficar com você (Caetano Veloso) (1986)
5 Anos dourados (Tom Jobim/ Chico Buarque) (1986)
6 O que os olhos não vêem (Luiz Bandeira) /
Eu sou a outra (Ricardo Galeno) (1988)
7 Vida (ao vivo) (Chico Buarque) (1999)
8 Roda viva (ao vivo) (Chico Buarque) /
Maninha (ao vivo) (Chico Buarque) (1999)
9 Texto de Castro Alves /
Um índio (ao vivo) (Caetano Veloso) (1999)
10 Romaria (Renato Teixeira) (1999)
RARIDADES
11 Pra que mentir (Noel Rosa) (1965) *
12 Silêncio de um minuto (Vadico/ Noel Rosa) (1965) *
13 Meu barracão (Noel Rosa) (1965) *
14 Viramundo (Gilberto Gil/ Capinam) (1965)
DUETOS
15 Sol negro (Caetano Veloso) – com Gal Costa (1965)
16 Poema dos olhos da amada (Paulo Soledade/adaptação: Jeanne Moreau/
Dominique Dreyfus) – com Jeanne Monreau (1988)
17 Sinceramente tua (Juan Manuel Serrat/versão: Santiago Kovadoff) – com Juan
Manuel Serrat
(1986)
* com orquestra de Miguel Briamonte, acrescida em 1980.
Pesquisa de repertório: Rodrigo Faour
Coordenação da série: Flávio Pinheiro