Categories
Discos

Beth Carvalho recebe das mãos de Faour o CD de Nelson Cavaquinho dedicado a ela

 Recentemente, Beth Carvalho me recebeu em sua casa. O motivo era dos mais nobres. Finalmente pude presenteá-la com o CD Nelson Cavaquinho 100 anos – Degraus da vida (EMI Music), a quem tive a honra de dedicá-lo, por sua reverência à obra do sambista. Ela já gravou 33 de seus sambas, 13 dos quais enquanto ele era vivo e cuja grande maioria lhe foi dado em primeira mão para que ela os lançasse, caso de “Miragem”, “Falência”, “Meu perdão”, “O dia de amanhã”, “Voltei”, “Deus me fez assim”, “Coração poeta”, “além de “Folhas secas”, “Se você  me ouvisse” e “Meu caminho” – as três incluídas no atual CD. Viva Nelson Cavaquinho! Viva a rainha do samba, Beth Carvalho!

Categories
Coletâneas

Nelson Cavaquinho ganha coletânea de gravações consagradas e esquecidas em homenagem a seu centenário

Analisando o acervo da EMI Music, me dei conta que algumas das gravações mais interessantes da obra do Nelson Cavaquinho foram realizadas na Odeon. E também que havia um monte de sambas raros do emérito mangueirense que quase ninguém conhece. Baseado nisso, criei o CD duplo “Nelson Cavaquinho 100 anos – Degraus da vida”, que acaba de chegar às lojas. Aí ainda consegui licenciar algumas de outras gravadoras e o resultado ficou do jeito que eu queria. Espero que gostem.

Nelson Cavaquinho 100 anos - Degraus da vida (EMI Music) Produzido por Rodrigo Faour

NELSON CAVAQUINHO 100 ANOS – DEGRAUS DA VIDA (EMI Music, 2011)

 

CD 1 – Sambas consagrados

Sucessos imortais do compositor

 

1. Folhas secas (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Beth Carvalho – do CD “Nome Sagrado – Beth Carvalho interpreta Nelson Cavaquinho”, Jam Music (2001)

2. Minha festa (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Clara Nunes – do LP “Clara Nunes” Odeon (1973)

3. A flor e o espinho (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito/ Alcides Caminha) – do LP “Elizeth sobe o morro” Copacabana (1965) 

4. Notícia (Nelson Cavaquinho/ Alcides Caminha/ Nourival Bahia) – Roberto Silva – do LP “Descendo o morro nº4” Copacabana (1961) 

5. Sempre Mangueira (Nelson Cavaquinho/ Geraldo Queiroz) – Clara Nunes – do LP “Clara Clarice Clara” Odeon (1972) 

6. Pranto de poeta (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Elza Soares – do LP “Elza Soares” Odeon (1973)

7. O meu pecado (Nelson Cavaquinho/ Zé Keti) – Elizeth Cardoso – do LP Elizeth Cardoso “400 anos de samba” Copacabana (1965)

8. Juízo final (Nelson Cavaquinho/ Élcio Soares) – Clara Nunes – do LP “Claridade” Odeon (1975)

9. Degraus da vida (Nelson Cavaquinho/ César Brasil/ Antônio Braga) – Roberto Silva – do LP “Descendo o morro nº4” Copacabana (1961)

10. Vou partir (Nelson Cavaquinho/ Jair Costa) – Elizeth Cardoso – do LP “Elizete sobe o morro” Copacabana (1965)

11. Palhaço (Nelson Cavaquinho/ Osvaldo Martins/ Washington Fernandes) – Dalva de Oliveira – do 78 rpm Odeon 13.134-a (1951)

12. Duas horas da manhã (Nelson Cavaquinho/ Ari Monteiro) – Paulinho da Viola – do LP “A dança da solidão” Odeon (1972)

13. Luz negra (Nelson Cavaquinho/ Amâncio Cardoso) – Elizeth Cardoso e Nelson Cavaquinho – do LP “Elizete sobe o morro” Copacabana (1965).

14. Quando eu me chamar saudade (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Nora Ney – do LP “Tire o seu sorriso do caminho” Som Livre (1972)

 

CD 2 – Sambas guardados

Composições raras ou menos conhecidas

1. Tenha paciência (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Clara Nunes – do LP “Canto das 3 raças” Odeon (1976)

2. Quero alegria (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Emílio Santiago – do LP “Emílio Santiago” CID (1975)

3. Deus não me esqueceu (Nelson Cavaquinho/ Armando Bispo/ Ananias Silva) – Germano Batista – do LP “Um sambista 100%” Copacabana (1969)

4. Meu caminho (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Beth Carvalho – do LP “De pé no chão” RCA Victor (1978)

5. Caridade (Nelson Cavaquinho/ Ermínio do Vale) – Black-Out – do 78 rpm Black-out Copacabana 5.319 (1954) ou LP 10’ Black-out – Copacabana CLP 3065 (1956)

6. É só vergonha (Nelson Cavaquinho/ Erminio Vale) – Gilberto Alves – do 78 rpm Gilberto Alves Copacabana 5.304-a (1954)

7. Se me der adeus (Nelson Cavaquinho/ Amado Régis) – Jorge Veiga – do Compacto Simples Copacabana 0827 (1969)

8. Não precisa me humilhar (Nelson Cavaquinho/ Amado Régis) – Germano Batista – do LP “Um sambista 100%” Copacabana (1969)

9. Cigarro (Nelson Cavaquinho/ José Batista) – Risadinha – do 78 rpm Risadinha Odeon 13.419-a (1953) 

10. A vida (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Carlos Galhardo – do LP “Parabéns a mim por ter você” Odeon (1978)

11. Mesa farta (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Márcia – do LP “Ronda” Odeon (1977)

12. Se você me ouvisse (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Beth Carvalho – do LP “Nos botequins da vida” RCA Victor (1977) 

13. Sinal de paz (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito) – Jurema – do LP Jurema “Sinal de paz” EMI-Odeon 062 421203 (1980) 

14. Depois da vida (Nelson Cavaquinho/ Guilherme de Brito/ Paulo Gesta)– Paulinho da Viola – do LP “Paulinho da Viola” Odeon (1971)

 A seguir, a belíssima matéria de Leonardo Lichote no jornal O Globo sobe o CD “Nelson Cavaquinho 100 anos – Degraus da vida“, publicada sexta-feira, dia 25/2/2011:

Categories
Rádio

Programa “Sexo MPB”, na MPB FM, comemora 1 ano de sucesso

Beth Carvalho e Rodrigo Faour nos estúdios da MPB FM
Beth Carvalho e Rodrigo Faour nos estúdios da MPB FM
Ivan Lins e Rodrigo Faour
Ivan Lins e Rodrigo Faour no Sexo MPB
Neste mês de maio, o Sexo MPB está comemorando um ano no ar pela MPB FM carioca (e pelo site www.mpbbrasil.com). Ele é exibido de segunda à sexta, à meia-noite, com reprise dos cinco programas aos sábados, às 22h. Ao invés de semanas temáticas como sempre faço, desta vez estou apresentando especiais com vários grandes mitos da MPB, abordando temas de amor, sexo e comportamento, e tocando sucessos e pérolas menos conhecidas desses artistas. De 27 de maio a 2 de junho, a convidada foi Beth Carvalho. De 4 a 9 de maio, teremos Leny Andrade. Nas semanas seguintes, terei o prazer de estar com Ney Matogrosso (de 11 a 16), Wando (de 19 a 23) e, finalmente, Ivan Lins (25 a 30). E até o fim do mês está rolando uma promoção. Respondendo à pergunta “Qual a canção mais sexy da MPB” através do meu email, rodrigofaour@mpbbrasil.com os ouvintes concorrem a um exemplar autografado do meu último livro, “História sexual da MPB” (Ed. Record). Participem e escutem os programas, porque estão bem caprichados!


Ney Matogrosso e Rodrigo Faour no dia do lançamento da caixa "Camaleão"
Ney Matogrosso e Rodrigo Faour posam com a caixa Camaleão. No Sexo MPB, o cantor fez grandes revelações.
Wando e Rodrigo Faour na gravação do Sexo MPB
Wando e Rodrigo Faour na gravação do Sexo MPB
Leny Andrade e Rodrigo Faour no Sexo MPB: bossa e charme
Leny Andrade e Rodrigo Faour no Sexo MPB: bossa e charme

Repercussão:

 Coluna de Anna Ramalho – Jornal do Brasil

 anna-ramalho1

Categories
Coletâneas

Cartola bate outra vez – Vol. 2

Cartola bate outra vez – Vol. 2 – Vários intérpretes (Som Livre, 2008)

Em 1988, foi produzido o álbum Cartola, bate outra vez, onde diversos grandes nomes da MPB regravaram 12 das mais famosas canções de sua obra. O disco foi um sucesso e nunca parou de vender. Eis que 20 anos depois temos este segundo volume com mais 14 sambas para homenagear seu centenário, compilando registros históricos que vão dos anos 70 aos dias atuais. Rodrigo Faour

1. Alvorada – Maria Bethânia e Hermínio Bello de Carvalho
2. Divina dama – Chico Buarque
3. Basta de clamares inocência – Elis Regina
4. Festa da vinda – Cauby Peixoto e Zeca Pagodinho
5. Não quero mais a mar a ninguém/ Peito vazio/ Acontece – Emílio Santiago
6. O inverno do meu tempo – Elizeth Cardoso
7. Sim – Nelson Gonçalves
8. Tempos idos (ao vivo) – Paulinho da Viola e Toquinho (violão)
9. Qual foi o mal que eu te fiz? – Dona Inah
10. Ensaboa – Ney Matogrosso
11. Labaredas – Joanna
12. Eu sei – Alcione e Cartola
13. Que sejam bem-vindos – Beth Carvaho
14. Que seja bem feliz – Clara Nunes

Seleção de repertório e textos: Rodrigo Faour

Categories
Coletâneas

Como nossos pais

Como nossos pais – Vários intérpretes (Som Livre, 2008)

Este CD mostra as relações de pai & filho/filha vistas pela lente da MPB de várias fases e vertentes. Pelo viés do respeito ou do humor, nas mais diversas situações – das mais corriqueiras às saias mais justas (ou seriam calças?). Temos aqui os conselhos paternos, a admiração por seus ensinamentos, a superproteção, as broncas mútuas, a saudade do pai que se foi, o encanto do pai com os filhos pequenos e o mesmo atrapalhado em cuidar deles sozinho… Enfim, uma bela história contada em forma de disco. Rodrigo Faour

1. Coisinha do pai (Jorge Aragão/ Almir Guineto/ Luiz Carlos) – Beth Carvalho – do LP “No pagode” (RCA Victor, 1979)
2. Papai vadiou (Rode do Jacarezinho/ Gaspar do Jacarezinho) – Leci Brandão – do LP “Leci Brandão” (Copacabana, 1985)
3. O mundo é um moinho (Cartola) – Cazuza – do LP “Cartola bate outra vez” (Som Livre, 1988)
4. Como nossos pais (Belchior) – Elis Regina – do LP “Falso brilhante” (Philips, 1976)
5. Avôhai (Avô e pai) (Zé Ramalho) – Zé Ramalho – do LP “Zé Ramalho” (Epic/CBS, 1978)
6. Papai me empresta o carro (Roberto de Carvalho/ Rita Lee) – Rita Lee – do LP “Rita Lee” (Som Livre, 1979)
7. Já fui (Marina Lima/ Antonio Cícero) – Marina Lima – do LP “Todas” (PolyGram, 1985)
8. Pai (Fábio Jr.) – Fábio Jr. – do LP “Fábio Jr.” (Som Livre, 1979)
9. Naquela mesa (Sérgio Bittencourt) – Nelson Gonçalves – do LP “Passado e presente” (RCA Victor, 1974)
10. 14 anos (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola – do LP Élton Medeiros e Paulinho da Viola “Samba na madrugada” (RGE, 1966)
11. Espelho (João Nogueira/ Paulo César Pinheiro) – João Nogueira – do LP “Espelho” (EMI-Odeon, 1977)
12. De pai pra filha (Martinho da Vila) – Martinho da Vila – do LP “Verso… Reverso” (RCA Victor, 1982)
13. Herança de meu pai (Benício Guimarães) – Jackson do Pandeiro – do LP “Isso é que é forró” (Polyfar/Philips, 1981)
14. Papai sabe-tudo (Leo Jaime/ Leandro) – Erasmo Carlos – do LP do especial infantil “Plunct, Plact, Zuuum 2” (Som Livre, 1984)

Idealização, seleção de repertório e textos: Rodrigo Faour