Categories
Shows e eventos

Festa do II Trofeu Sexo MPB reune vários estilos e gerações em noite antológica

Fátima Guedes, Eliana Pittman, Rodrigo Faour, Márcia Castro e Edy Star
Trenzinho com Fátima Guedes, Eliana Pittman, Rodrigo Faour, Márcia Castro e Edy Star
Alcione, Waleska, Ademilde Fonseca e Eliana Pittman
Encontro de divas: Alcione, Waleska, Ademilde Fonseca e Eliana Pittman
Fernanda Abreu canta um medley de Rita Lee na festa de 2 anos do Sexo MPB
Fernanda Abreu, cantando um medley de Rita Lee

Comemorando dois anos do programa Sexo MPB, na MPB FM carioca, o lançamento do CD “Sexo MPB com Rodrigo Faour” (EMI Music) e a reestreia do programa “História sexual da MPB”, no Canal Brasil, a festa na noite de segunda-feira, dia 20 de setembro, no Centro Cultural Carioca, entrou para a história da música brasileira por reunir alguns dos maiores ícones da MPB de vários estilos e gerações. Na ocasião, entreguei o II Trofeu Sexo MPB aos artistas que contribuíram para a MPB ficar mais sexy e quente. Eis os agraciados e suas categorias pela ordem de apresentação:

Ademilde Fonseca – Veterana sexy

Eliana Pittman – Diva exuberante

Waleska – Diva da Fossa sexy

Fátima Guedes – Mulher Muito intensa reincidente

Márcia Castro – Revelação sexy

Alcione – Loba sexy

Lana Bittencourt – Explosão Passional

Márcio Gomes, Alfredo Del-Penho e Pedro Paulo Malta – Revelação sexy

Angela Ro Ro – Vulcão trepidante

Edy Star – Divo desbundado

Fernanda Abreu – Diva pop samba funk

Toni Garrido – Black is beautiful

João Roberto Kelly – Muso do Bole-bole

Manhoso – Rei do Pornô-forró

Frenéticas – Carnaval-Disco girls

Cláudia – Voz de ouro

Perla – Explosão tropical

Toni Garrido na festa de 2 anos do Sexo MPB, de Rodrigo Faour
Toni Garrido cantando "Samurai", de Djavan
Angela Ro Ro e Rodrigo Faour na festa de 2 anos do Sexo MPB
Angela Ro Ro dá um arroxo em Rodrigo Faour
Rodrigo Faour, Perla, Eliana Pittman e Cláudia na festa de 2 anos do Sexo MPB
Rodrigo Faour, Perla, Eliana Pittman e Cláudia
Lana Bittencourt na festa do II Trofeu Sexo MPB, de Rodrigo Faour, em 2010
Lana Bittencourt: explosão passional
As Frenéticas na festa de 2 anos do Sexo MPB
As Frenéticas - Lidoka, Leiloca, Dhu Moraes e Edyr - recebendo o Trofeu Sexo MPB
Márcio Gomes, Pedro Paulo Malta, Rodrigo Faour e Alfredo Del-Penho na festa de 2 anos do Sexo MPB
Márcio Gomes, Pedro Paulo Malta, Rodrigo Faour e Alfredo Del-Penho: confraternização sexy
Edy Star, Fernanda Abreu, Eliana Pittman e João Roberto Kelly na festa de 2 anos do Sexo MPB
Edy Star, Fernanda Abreu, Eliana Pittman e João Roberto Kelly na "Dança do bole-bole"
Rodrigo Faour entrevista o forrozeiro Manhoso na festa de 2 anos do Sexo MPB
Rodrigo Faour entrevista o forrozeiro Manhoso

Veja no link abaixo a galeria de fotos (de Juliana Torres, do Canal Brasil):

http://picasaweb.google.com.br/rodrigofaour/FESTADOIITROFEUSEXOMPBSET2010#

Fotos do ENSAIO da festa no Estúdio Floresta (RJ)

http://picasaweb.google.com.br/rodrigofaour/EnsaioDaFestaDe2AnosDoSexoMPB#

Matéria da coluna Gente Boa, de Joaquim Ferreira dos Santos

Jornal O Globo

Matéria da coluna Gente Boa sobre a festa de 2 anos do Sexo MPB de Rodrigo Faour
Matéria da coluna Gente Boa sobre a festa de 2 anos do Sexo MPB de Rodrigo Faour

2 replies on “Festa do II Trofeu Sexo MPB reune vários estilos e gerações em noite antológica”

Rodrigo parabéns pela festa da MPB,foi uma grande noite!!!!!!!!!!!!

A senhora de cabelos vermelhos em uma das fotos acima é considerada uma das maiores divas do nosso país. Dom de berço. Carreira sólida. Sempre representando como poucos a música que se faz no Brasil. Aplaudida pela crítica em quase quarenta anos de carreira, ela faz parte da história da nossa música. E mais do que isso… segundo o responsável por este blog, ela faz parte – é peça chave – da História Sexual da Música Popular Brasileira. Sempre cantando o amor e a paixão no ritmo que melhor couber, no tom que ditar a ocasião. Bolero, samba, pop… Em se tratando de música, Alcione sabe como ninguém ser competente, no sentido mais promíscuo da palavra. Ela topa de tudo. Na hora que for. E nesta noite, desafiada pelo mestre de cerimônia, ela, humilde, se desculpou pelo improviso. Fez melhor. Cantou sem ensaio uma música que gravou no início de sua carreira, quando sua voz ainda desenhava o vulto da grande diva que se tornaria tantos anos depois. Tudo pela música. Intrépida. Valente, do mesmo modo como é na vida. Uma verdadeira loba. Troféu Loba Sexy. Marrom merece todas as reverências! Parabéns, Faour!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *