Categories
Coletâneas

Dançando em Duplo Sentido

Dançando em Duplo Sentido – Vários intérpretes (Warner Music, 2008)

Desde o século XVIII até hoje, a MPB sempre foi pródiga em músicas de duplo sentido nos mais variados ritmos alegres de nosso cancioneiro. Este CD pesca fonogramas dos anos 70 aos 90, indo do brega cômico de Alypio Martins, ao forró dos ícones do duplo sentido Genival Lacerda, Manhoso, João Gonçalves e Clemilda. Há ainda intérpretes inusitadamente divertidos, como o saudoso sambista e humorista Mussum, a atriz/modelo/jurada-do-Chacrinha Elke Maravilha e o grupo-de-um-hit-só Vestidos de Espaço, com a pop/trash Pipi popô. Entre as faixas mais curiosas deste CD vale destacar o encontro de Genival Lacerda com o comediante Rony Rios, que durante anos viveu a personagem da Velha Surda em humorísticos como A Praça é Nossa, no xote A Vovó Bizantina gosta de roda. Hilariante. Rodrigo Faour

.

1. Gozar a vida (Alypio Martins/ Gisele) – Alypio Martins, 1984
2. Que vontade de comer goiaba (José Ramos) – Elke Maravilha, 1983
3. O peru (João Caetano/ Janjão) – Manhoso, 1989
4. Florisbela procura um sócio (Luiz Bouquinha/ Genival Lacerda) – Genival Lacerda, 1991
5. Oh! Darcy (Alípio Martins / Jesus Couto) – Alypio Martins, 1989
6. Vou de golzinho (Nicéas Drumont/ Graça Góis) – Genival Lacerda, 1990
7. Because Forever (João Nogueira/ Mussum) – Mussum, 1986
8. Seu Tuzinho (Durval Vieira) – Clemilda, 1991
9. Homem durão (Zezum/ Graça Góis) – Genival Lacerda, 1992
10. Ele furou minhas botas (Durval Vieira/ Clemilda) – Clemilda, 1990
11. Use álcool (Oscar Barbosa/ Glorinha) – João Gonçalves, 1986
12. A vovó Bizantina gosta de roda (Zezum/ Graça Góis) – Genival Lacerda e Rony Rios (a “Velha Surda”), 1991
13. Tira a calcinha (Alípio Martins) – Alypio Martins, 1986
14. Pipi Popô (Branco Mello/ Paulo Miklos/ Marcelo Fromer/ Arnaldo Antunes) – Vestidos de Espaço, 1988

Conceito, seleção de repertório e textos: Rodrigo Faour
Mkt Estratégico: Adriana Ramos e Gian Ucello
Warner Music – 2007

.

Opinião da imprensa

O Globo – Coluna “Gente boa” – Joaquim Ferreira dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *